Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Chamada Pública para seleção de monitores para atuação no ESUD/CIESUD 2019.
Início do conteúdo da página

Formalizado acordo entre UFPI e MPPI para implementação do Programa 'Centrais de Apoio às Vítimas de Violência'

  • Publicado: Quinta, 11 de Julho de 2019, 11h52
  • Última atualização em Quinta, 11 de Julho de 2019, 11h58

11 07 2019 Acordo

 

Com o objetivo de implementar o programa 'Centrais de Apoio às Vítimas de Violência (CAV)', a Universidade Federal do Piauí (UFPI) e o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) firmaram um acordo de cooperação técnica, durante solenidade no Salão Nobre da Reitoria da UFPI.

A ação resulta de um trabalho de 60 dias, feito através de uma comissão formada por representantes do Ministério Público do Piauí e representantes da UFPI, com o intuito de traçar as cláusulas do acordo para a participação de um Projeto do Ministério, que consiste no acolhimento às vítimas de crimes de violência.

"Uma parceria muito importante para nossa Universidade, no sentido de dar mais um campo de estágio para nossos estudantes do curso de Direito e do curso de Serviço Social, muito importante para Ministério Público, que terá a nossa assessoria para cumprir este papel de acolhimento às vítimas de violência, no qual a Universidade tem mais oportunidade de estar cumprindo com seu papel social", destaca o Professor Doutor José Arimatéia, Reitor da UFPI.

Cinobilino Pinheiro, Promotor de Justiça e Coordenador das Promotorias Criminais do Ministério Público do Piauí (CAOCRIN), comenta sobre as expectativas com o novo acordo. "Hoje temos como objetivo nos alinharmos e tratarmos sobre novos procedimentos, de como as pessoas devem ser tratadas, de uma forma mais humanizada, acolhendo aquele que mais precisa ser acolhido que são as vítimas de crimes que trazem repercussão psicológica social. As vítimas terão atendimento psicológico, social e jurídico primeiramente na sede de Teresina. A UFPI terá uma participação extremamente importante com o curso de extensão, curso de graduação, e nós, como agentes públicos, temos por dever moral e constitucional de trazer esse serviço para a população".

registrado em:
Fim do conteúdo da página