Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Curso de Licenciatura em Computação recebe nota 4 do MEC
Início do conteúdo da página

Encontro do Grupo de Pesquisa POLARQ - Estado das Pesquisas

  • Publicado: Quarta, 01 de Julho de 2020, 19h49
  • Última atualização em Quarta, 01 de Julho de 2020, 19h49

Ontem (30/06) e hoje (01/07) ocorreu o Encontro do Grupo de Pesquisa POLARQ (Grupo de Pesquisa em Palinologia Arqueológica, Paleoambiente e Paleoetnobotânica) e tinha como objetivo congregar conhecimento durante o período de pandemia. O evento contou com a presença de discentes, docentes e pesquisadores de diversas instituições nacionais, dentre elas UFPI, UFPE, UFS, UES, UERJ, USP, UFF, Museu Nacional, Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, UniCamp, URGS e instituições internacionais: Universidad de Murcia na Espanha e Universidad Nacional Autónoma de México.

O evento se deu de forma online, através da plataforma Google Meet e teve uma média de público de 85 pessoas por dia de evento. O encontro teve início com a fala da Professora Doutora Aline Gonçalves de Freitas, que versou sobre "Estado atual do projeto: Paisagem, clima e subsistência no estado do Piauí: Uma abordagem arqueológica". Além de diversas falas e pesquisas voltadas ao Piauí e ao Brasil, hoveram também palestrantes internacionais, como o Professor Doutor Guillermo Acosta Ochoa, da Universidad Nacional Autónoma de México que proferiu a palestra "Reconstruyendo paleodietas y processos de domesticacion vegetales, por medio de almidones arqueológicos".

WhatsApp Image 2020 07 01 at 18.51.41

A importância dos registros de memória em pesquisas arqueológicas - Professora Doutora Maria do Amparo Alves de Carvalho

"O encontro favoreceu o debate sobre o estado atual das pesquisas em arqueobotânica, que são vestígios de plantas em contexto arqueológico. E também tratar das mudanças paleoambientais e paleoclimáticas ocorridas num contexto de ocupação humana ao longo quaternário. Contemplamos trabalhos sobre megafauna, arqueologia, antropologia da alimentação, povos tradicionais, ceramistas, culturas, memórias, arte rupestre e também geotecnologia aplicada a arqueologia. Foi uma verdadeira coletânea de trabalhos que envolvem direta e indiretamente nosso grupo de pesquisa vinculado ao CnPq." Afirma a  Professora Doutora Aline Gonçalves de Freitas, Líder do grupo de pesquisa POLARQ.

Screenshot 2

A importância dos registros de memória em pesquisas arqueológicas - Professora Doutora Cláudia Alves de Oliveira

Screenshot 3

Senhores de Engenho e Escravos: arqueologia e alimentação no engenho Jagaribe, Litoral Norte de Pernambuco - Professora Doutora Vanessa Rodrigues

Foram apresentadas diversas pesquisas em andamento, como a da Professora Doutora Vanessa Rodrigues, que versou sobre "Senhores de Engenho e Escravos: arqueologia e alimentação no engenho Jagaribe, Litoral Norte de Pernambuco", pesquisa financiada pela Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - FACEPE. Que busca, entre outras coisas, identificar os hábitos alimentares e as mudanças ocorridas ao longo do tempo naquela sociedade.

Frisa-se que durante todo o evento, através do chat da plataforma, os participantes puderam interagir e fazer questionamentos se mostrando ativos e interessados nos temas propostos. Isso mostra, que mesmo em ambiente de trabalho remoto, os discentes, docentes e pesquisadores continuam buscando integrar conhecimentos e seguir com seus objetos de estudo diariamente, renovando sempre o conhecimento da área.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página